segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Para que se saiba do que estamos a falar

No lugar desta mensagem estava um quadro que insistiu em não se deixar ler.
Teve o fim que merecia. Já não se encontra entre nós. Paz à sua alma.

O que estava no quadro era mais ou menos o que se segue:

Se a proposta do governo for posta em prática, acontece que as pessoas com deficiência, quer trabalhadores efectivos quer pensionistas, podem ver o seu IRS anual aumentado até 900 %.

A leitura não é agradável, mas é o que se pode arranjar.

Quanto a rendimentos do trabalho:
Quem ganha 700 € mensais continua a não pagar imposto.
Quem ganha 1.429€ mensais, pagava 191€ e passa a pagar 1.646€ - aumento de 761,8%.
Quem ganha 2.143€ mensais, pagava 1.472€ e passa a pagar 4.999€ - aumento de 239,6%.

No que diz respeito às pensões a situação seria esta:
Quem ganha 700 € mensais continua a não pagar imposto.
Quem ganha 1.429€ mensais, pagava 99€ e passa a pagar 1.013€ - aumento de 923,2%.
Quem ganha 2.143€ mensais, pagava 1.765€ e passa a pagar 4.083€ - aumento de 239,6%.

Como se pode ver, os aumentos de IRS decorrentes da proposta do governo são brutais.
Voltaremos ao assunto com mais detalhe.
Daqui a uns dias tentaremos fazer a comparação com o que se passa aqui na nossa vizinha Espanha.

JFS

3 comentários:

JFS disse...

O Trabalho está maior porque não consegui desfazer a formatação importada do Word.

Não foi desconsideração por quem vive da sua pensão. Aliás, estes são os mais prejudicados. Aumentos de 900% é obra. Isto é que é justiça social!

JFS

Anónimo disse...

amigo, não consigo ler o quadro. como é que a gente pode fazer para perceber o que aqui está? de qualquer forma, quadros assim complicados só mostram mesmo que o que nos querem fazer é suspeito! já não bastam os maus tratos que nos inflingem há anos e anos... isto precisa de uma grande volta!!!

JFS disse...

Prometo que vou corrigir a situação. Só agora vi que utilizando o internet explorer isto fica tudo baralhado. Agradece-se ajuda, se houver alguém que saiba como resolver este problema técnico.

JFS